Qual é o limite do Pix?

Qual é o limite do Pix?

O Pix revolucionou a forma como realizamos pagamentos, reduzindo para segundos o tempo em que um pagamento é efetuado. Mas será que podemos movimentar valores ilimitados a partir dele ou temos uma cota diária disponível?

Te explicamos em nosso conteúdo! Mas antes, confira os tópicos que vamos abordar:

Qual é o limite diário do Pix?

O Pix não tem um limite fixo definido pelo Banco Central, porém, cada banco pode definir sua cota diária e permitir que seus clientes ajustem de acordo com suas necessidades.

A definição da cota diária pode ser feita, também, a partir do perfil de cada pessoa, assim como já era feito com as transações via TED ou DOC.

O limite do Pix é determinado pelo usuário e costuma ser feito por meio do aplicativo. As regras deste mecanismo variam conforme a instituição, que pode levar entre 24h a 48h para aprovar os pedidos, como medida de segurança.

Limite noturno do Pix

Apesar de não existir um limite total diário para as transações via Pix, o Banco Central estipulou que os bancos deveriam limitar as movimentações feitas entre 20h e 6h para até R$ 1.000.

A medida foi criada para proteger os clientes de golpes financeiros que usavam a facilidade do Pix para realizar golpes.

Por isso, se pretende movimentar valores maiores do que o de costume, atente-se a verificar seu limite diário e, principalmente, a fazer as transações fora do horário considerado noturno.

Como ajustar o limite do Pix na DigioConta?

Se você possui a DigioConta e a utiliza para realizar seus Pix diários, saiba que é muito fácil ajustar seu limite:

No Digio, você pode configurar o seu limite diário de Pix de R$ 300 a R$ 20.000. A confirmação deste ajuste tem prazo determinado de até 24h.

Fuja dos golpes via Pix

O Pix também trouxe novas formas de golpes e, por isso, separamos os principais tipos de fraudes que costumam enganar a população. Confira e veja como se proteger!

Roubo de chave Pix

Este golpe consiste em pedidos feitos por criminosos, que se passam por bancos, para vincular sua chave Pix para a conta de terceiros.

Neste caso, nossa dica é: o Digio não solicita códigos ou senhas por telefone ou mensagem. Se receber algum pedido desses dados, desconfie!

Golpe do Pix via WhatsApp

Os de golpes aplicados via WhatsApp costumam ter alguém se passando por um conhecido. Para isso ocorrer, é recorrente que a pessoa tenha tido a conta do Whatsapp roubada ou clonada por golpistas que enviam mensagens pedindo ajuda para fazer uma transferência.

Para evitar qua a sua conta seja roubada, configure a verificação em duas etapas do WhatsApp e bloqueie o número do celular em caso de roubo do aparelho. Se você receber um pedido de ajuda financeira, desconfie dessas mensagens via aplicativos e tente garantir que o remetente é mesmo quem diz ser ao ligar ou fazer uma chamada de vídeo, por exemplo.

QR code adulterado

Uma forma eficiente e rápida de pagar via Pix é por meio de QR codes. Entretanto, há criminosos que estão adulterando os códigos para que eles levem para suas contas e não das empresas ou pessoas que você deseja realizar o pagamento.

Busque sempre conferir os dados bancários gerados pelo QR code e confirme se eles estão corretos com o beneficiário do pagamento.

Quer saber mais sobre os golpes via Pix? Confira o texto completo: Golpes com o Pix, veja como se precaver.

Acesse, também, nossos outros conteúdos que abordam as particularidades do Pix:

Para continuar atento a tudo o que rola por aqui, siga o Digio nas redes sociais 💙


Compartilhar o artigo