O que é Pix e como usar? Veja tudo o que você precisa saber

O que é Pix e como usar? Veja tudo o que você precisa saber

Como você já sabe, aqui no Digio tudo se transforma e, por isso, não ficamos de fora do Pix! Hoje vou te explicar, daquele jeitinho bem descomplicado, tudo sobre essa novidade que está transformando a nossa forma de fazer pagamentos e realizar transferências.

Preparado? Vem comigo!

O que é Pix?

O Pix é o jeito de realizar transferências e pagamentos de forma ágil. E, quando eu digo ágil, estou me referindo a fazer esse tipo de transação em até dez segundos.

Outro detalhe importante é que o Pix funciona 24 horas por dia, sete dias por semana, 365 dias por ano. Ou seja, você pode fazer e receber pagamentos e transferências quando quiser, inclusive aos sábados, domingos e feriados — períodos não contemplados pelos meios convencionais, como TED (Transferência Eletrônica Disponível), DOC (Documento de Ordem de Crédito) e boletos.

E não para por aí! O Banco Central criou o Pix para ser totalmente gratuito para Pessoas Físicas (PF). É isso mesmo: nenhum custo, tanto para receber quanto para realizar as transações. De cair o queixo, né?

Como funciona o Pix?

O Pix funciona por meio de chaves previamente cadastradas nas instituições financeiras, como o Digio, vinculadas a sua conta.

O Banco Central (BC), órgão que criou e regula o Pix, disponibiliza quatro tipos diferentes de chave: CPF ou CNPJ, para Pessoa Física (PF) ou Pessoa Jurídica (PJ), número de telefone celular, e-mail ou uma chave aleatória (sequência de números, letras e símbolos gerados automaticamente).

Aqui temos uma grande vantagem: mais segurança, já que, com as chaves, não será mais necessário compartilhar dados pessoais ou bancários para receber uma transferência.

Fique atento, pois não é possível cadastrar a mesma chave em dois bancos diferentes. Por exemplo: se você cadastrou seu CPF como chave aqui no Digio, não poderá usar seu CPF como chave em outro banco.
Mas fique tranquilo, caso queira mudar depois, o processo de portabilidade de chaves é bem fácil.

As transações podem ser feitas diretamente pelo aplicativo do banco que sua chave estiver cadastrada, com a inclusão manual da chave do beneficiário ou por meio da leitura de um QR Code, disponibilizado pelo estabelecimento ou pessoa física que irão receber o pagamento ou a transferência.

Mais uma vantagem: no Pix, não temos aquele clássico problema de digitar, por engano, dados errados e enviar uma TED que depois acaba voltando. Aqui, os dados do favorecido serão todos confirmados antes do envio do dinheiro. Não é ótimo?

Veja como cadastrar suas chaves Pix no Digio

Para realizar o cadastro de chave no Digio, é necessário acessar o menu “Pix” na tela inicial do DigioApp. Daí, é só clicar em “Minhas Chaves Pix”, escolher qual tipo de chave deseja cadastrar e finalizar o processo.
Veja como é simples:

Como cada chave tem sua particularidade e vou te mostrar, uma a uma, como cadastrá-las, combinado? Bora lá!

E-mail e Celular como chave Pix

Para cadastrar algumas das chaves é necessário fazer a validação de posse. São elas: o e-mail e o celular. Esse processo acontece, basicamente, para confirmar que aquela chave pertence realmente a você. Mas não se preocupe que tudo é bem simples e rápido.

Após entrar no menu “Pix”, na tela inicial do aplicativo, toque em “Minhas Chaves Pix” e escolha o e-mail ou celular como chave. Um campo para você digitar o número do celular ou o e-mail que deseja cadastrar ficará disponível.

Depois de preenchido, você receberá por SMS (no caso do celular) ou em seu e-mail (no caso do e-mail como chave), um código com seis dígitos para preencher no app. Depois disso, é só tocar em “Continuar” para seguir com sua solicitação de inclusão dessas chaves Pix no Digio.

CPF como chave Pix

Para cadastrar seu CPF como chave, você não precisará comprovar posse do documento, basta confirmar o número do CPF informado e aguardar a confirmação de que sua solicitação de cadastro foi recebida com sucesso.

Pix Chave Aleatória

A Chave Aleatória é a única que te permite receber transferências sem compartilhar nenhum de seus dados. Seguro, né?

O processo para cadastrar essa chave é o mais simples. Basta seguir os passos já descritos anteriormente e, ao chegar na tela com as opções de chave, toque em “Chave aleatória”.

Portabilidade ou Reivindicação de chave Pix

Como expliquei, a mesma chave nunca poderá estar associada a duas contas diferentes e, por isso, foram criados pelo BC os processos de Portabilidade e Reivindicação de Posse.

O processo de Portabilidade poderá ser solicitado para seu CPF, número de celular e e-mail. Esse processo será aplicado para transferir sua chave de um banco para o outro. Ou seja, se seu CPF estiver cadastrado como chave no “Banco A” e você decidir cadastrá-lo como chave no “Banco B”, basta realizar a portabilidade.

Para trazer sua chave cadastrada em outro banco para a DigioConta, por exemplo, você terá que acessar o aplicativo Digio e solicitar a portabilidade. Depois, terá que confirmar essa solicitação no app do outro banco (onde sua chave estava cadastrada). Após essa confirmação, sua chave já será vinculada à sua DigioConta e você poderá receber no Digio suas transações via Pix.

No caso das chaves número de celular e e-mail, existe um processo chamado “Validação de Posse”, uma comprovação simples e eficiente que identifica e confirma quem é o real “dono” daquele celular ou e-mail. Mas fique tranquilo, essa etapa é totalmente digital e rápida feito um foguete.

Reivindicação de Posse: poderá ser solicitada apenas para seu e-mail e número de celular. Como o próprio nome diz, esse processo será usado para reivindicar a posse de uma chave. Ou seja, caso você tente cadastrar seu e-mail ou número de celular e o sistema identificar que esses dados já estão cadastrados em outra conta bancária com um CPF diferente do seu, o processo de reivindicação poderá ser iniciado.

Nesse processo, assim como na portabilidade, será necessário comprovar a posse da chave por meio da validação de um token que será enviado para o celular ou e-mail que está sendo reivindicando.

Dessa forma, só a pessoa que possui acesso a eles conseguirá validar e confirmar que é o verdadeiro dono dessa chave.

Pagar com o Pix

Para realizar pagamentos com o Pix, você pode acessar o menu pagamentos tocando em “Pagar” ou em “Pix”, ambas na tela inicial do DigioApp.

Após acessar o menu “Pix” e tocar em “Pagar com Pix”, você deverá selecionar a opção “Utilizando chave” e escolher, entre as quatro chaves possíveis (CPF, número de celular, e-mail ou chave aleatória), qual chave o beneficiário da transação te passou para recebimento do dinheiro.

Depois, é só inserir o valor a ser pago, selecionar quando o pagamento deverá ser feito (naquele exato momento ou se deseja agendar), revisar as informações e confirmar o pagamento inserindo sua senha de quatro dígitos do DigioCartão.

Veja como é fácil:

 

Pagar com Pix por QR Code

Você também pode pagar utilizando a imagem de um QR Code, gerado pelo beneficiário da transação. Nesse caso, basta tocar em “QR Code Pix” e ler o QR Code utilizando a câmera do seu celular.

Se o QR Code vier com o valor descrito, é só conferir as informações e finalizar o pagamento. Caso contrário, é necessário informar o valor que deseja transferir, confirmar as informações e finalizar o pagamento inserindo a senha de quatro dígitos do seu DigioCartão.

Receber com o Pix

Receber qualquer valor em poucos segundos e sem pagar nada: é bom demais, né? E fica fácil usando sua chave Pix cadastrada em sua DigioConta, enviando as informações de sua conta ou por meio de QR Code.

Receber por Chave Pix

A forma mais rápida e prática para você receber qualquer valor com o Pix é por meio de uma chave vinculada a sua DigioConta. Nessa opção, você só precisar informar sua chave Pix cadastrada para quem desejar.
Nesse caso, é o pagador quem vai inserir o valor a ser pago no momento da transação.

Se você ainda não cadastrou nenhuma chave Pix na sua DigioConta, cadastre seu CPF, número do celular, e-mail ou crie uma chave aleatória e aproveite!

Receber com QR Code

Você também pode gerar um QR Code para recebimento. Para isso, acesse o menu “Pix” na tela inicial do DigioApp, toque em “Receber com Pix” e selecione qual chave deseja vincular ao QR Code. Depois, é só compartilhá-lo em imagem ou em formato de código.

Limite de transferência no Pix

Se você já usou o Pix aqui no Digio sabe que o limite por transferência é de R$ 20.000, certo? Pois então, por motivos de segurança, o Banco Central determinou que durante o período noturno, das 20h às 6h, as transferências e pagamentos via Pix terão um limite total de R$ 1.000. Ou seja, durante esse horário, você poderá fazer uma única transferência no valor de R$ 1.000 ou mais de uma que somadas atinjam esse limite.  

Vale ressaltar que essa é uma nova regra do Banco Central, órgão que regula todas as instituições financeiras. Por isso, ela se aplica para todos os bancos!

Viu como é fácil usar o Pix na sua DigioConta? Fique de olho aqui no DigioBlog e nas redes sociais do Digio, a gente sempre traz novidades pra você 😉


Compartilhar o artigo