Como funciona o IR e IOF sobre investimentos?

Como funciona o  IR e IOF sobre investimentos?

Se lembra que na semana passada falamos sobre a ligação entre Título Público, Selic e CDI?
Hoje, falaremos sobre os dois principais impostos que, caso você invista seu dinheiro, afetam diretamente seus rendimentos: o Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) e o Imposto de Renda (IR).
Mas, antes, vale esclarecer que esses dois impostos incidem apenas sobre o rendimento e não sobre o valor total investido.

Leia também:
Como fazer um orçamento 50-30-20?
Como receber a restituição do Imposto de Renda 2021?
O que é Informe de Rendimento?

Ficou confuso? Me acompanha nesse exemplo:
Imagine que você investiu R$ 1.000,00 por um mês, com rendimento de 2% ao mês. Ao final deste período seu dinheiro terá rendido R$ 20,00 e é sobre essa quantia que os impostos serão cobrados.
Dito isso, vamos juntos acabar com todas as dúvidas sobre o IOF e o IR!

O que é IOF?

O Imposto Sobre Operações Financeiras (IOF) é um tributo Federal, pago por pessoas físicas e jurídicas (as empresas) a cada operação financeira realizada, ou seja, empréstimos, investimentos, câmbio de moedas, entre outras.

O ponto mais importante sobre esse imposto é que, no caso de investimentos, ele segue uma tabela regressiva em relação ao tempo, ou seja, quanto mais tempo você deixa o dinheiro investido, menor é o percentual de IOF cobrado sobre seu rendimento (alíquota).
Bacana né?
Para te ajudar a entender, dê uma olhada na tabela de cobrança do IOF sobre rendimentos.
Ah, lembrando que, se for possível, deixe seu dinheiro rendendo pelo menos 30 dias, assim não haverá desconto de IOF sobre o seu rendimento. É isso mesmo: nadinha! ZERO!

O que é IR?

O Imposto de Renda (IR) é o imposto mais famoso do Brasil. Como próprio nome diz, é o imposto sobre a renda de pessoas e empresas. Quem nunca ouviu falar no “Leão”, não é mesmo?
No mundo dos investimentos, em alguns casos, ele é cobrado diretamente do rendimento (ou, como costumamos dizer, “direto da fonte”).

Assim como o IOF ele também obedece uma tabela regressiva: quanto mais tempo você deixar o dinheiro investido, menos imposto você pagará. Porém, com percentual mínimo de 15% do rendimento.
Ao lado, você pode ver a tabela de cobrança do IR sobre os rendimentos.
Agora que tudo está bem explicadinho, os impostos nem parecem tão assustadores, né?

Fica ligado que, em breve, eu volto com uma novidade bem bacana para você!
Já tem ideia do que é? Me conta aqui nos comentários ou lá nas redes sociais.

___
Ainda não tem seu cartão de crédito com conta digital? Peça agora!