Dia das Bruxas: dicas para se livrar das cobranças assustadoras

Dia das Bruxas: dicas para se livrar das cobranças assustadoras

Monstros e lobisomens são criaturas horripilantes, mas você já caiu na armadilha dos juros rotativo?

Em 31 de outubro é comemorado o Dia das Bruxas, data em que nos divertimos e levamos bons sustos com pessoas fantasiadas de múmias, vampiros, criaturas das trevas, fantasmas, monstros e outros seres assustadores, não é mesmo?

Mas, pensando bem, todas essas criaturas não chegam nem perto do calafrio causado por mensalidades desnecessárias cobradas para a manutenção de conta bancária, taxas para realizar um TED e, principalmente, do pânico provocado pela anuidade e os juros rotativos cobrados pelo cartão de crédito. É um pesadelo completo que dura o ano inteiro!

Pensando nisso, hoje vou dar algumas dicas de planejamento financeiro para você ficar bem longe dos sustos dessas cobranças.

Bom, vamos começar do início: planejamento financeiro é um conjunto de ações que te ajudam a garantir uma vida financeira mais saudável. Com ele, você consegue entender como você utiliza seu próprio dinheiro e começa a se organizar para manter o equilíbrio entre o dinheiro que você ganha e gasta.

Bora para as dicas!

Reúna todas as informações em um só lugar

Cada pessoa encontra o melhor jeito para fazer isso: seja uma planilha no seu computador, um app de gestão financeira ou até mesmo um caderno. O importante é que você consiga centralizar todas as informações sobre os recebimentos e gastos no mesmo lugar de fácil acesso.

A DigioConta pode ser uma boa alternativa para isso! Com ela, você acessa tudo pelo extrato digital do DigioApp, de onde quiser e sem burocracia!

Analise seus gastos

É normal que, no decorrer do mês, você tenha algumas despesas extras, mas certamente você vai encontrar gastos desnecessários, tipo as taxas do cartão de crédito.

Nesse caso, em especial, eu te dou uma dica que você já me ouviu falar diversas vezes: o DigioCartão é uma ótima opção de cartão de crédito de fácil gestão e gratuito, já que ele não tem mensalidade, anuidade e nem juros rotativos (famoso pagamento mínimo da fatura), o causador da bola de neve em que se transforma a fatura do cartão no decorrer dos meses.

Poupe seu dinheiro sempre que puder

E sabemos que nem sempre é possível. Mas quando puder, tente reservar uma parte de sua renda e fuja da tentação de usar essa quantia sem necessidade.

Qualquer quantia economizada já ajuda, afinal, ninguém começa a guardar 30% ou 50% do próprio salário do dia para a noite 😉

Isso facilita o percurso para criar uma reserva de emergência (e para começar a investir seu dinheiro para planos maiores do futuro também, por que não não?) e não bagunça todo o seu planejamento, caso algum imprevisto aconteça.

Atenção: quando falamos em poupar dinheiro, logo lembramos da poupança, né? Mas já faz um tempo que esse não é melhor lugar para deixar seu dinheiro guardado. Uma boa dica é trazer sua grana para a DigioConta. Nela, toda a quantia que você transferir ou depositar, rende 100% do CDI diariamente. E o melhor, sem você precisar fazer nada. Clique aqui para saber mais e aproveitar.

Acredito que, com essas dicas, a chance de você se assustar com taxas e cobranças apavorantes seja bem menor agora. Aqui no Digio é assim, você vive longe do lado obscuro da vida financeira =)

Continue ligado aqui no blog e nas redes sociais para não perder nada.